domingo, 7 de agosto de 2011

"Au restanque!"

Jeudi, le 7 juillet 2011

No post de hoje:

  1. Trabalhando um pouco mais que os outros
  2. Dois a menos no grupo e o lance dos jargões
  3. O vídeo e MUITAS fotos!
            Quinta, comecei o trabalho no muro (restanque) de pedras. Isso é muito usado na frança, a gente vê muro de pedras por toda parte e com várias técnicas diferentes. Ah, esse trabalho eu já gostei mais, a única coisa que me preocupou seria ter que levantar pedras muito pesadas e a coluna chiar. Ah, e para fechar, não lembro se havia sido neste dia, ou no dia anterior que chegou Benjamin (um dos organizadores) e disse que os maiores de idade (EU) deveriam trabalhar 6, e não 4 horas como o previsto no “contrato” que eu já havia assinado e entregue. Pobre Benjamin, ele estava tenso, pois a notícia lhe havia sido dada por seu chefe, Philip, que “não havia lido” o documento.
            PAUSA! Momento sabedoria: estou num país estrangeiro, dependendo do projeto para ter abrigo e comida e apesar dessa ideia de trabalhar 2h a mais que qualquer outro no grupo não me agradava nem um pouco. Sério: fiquei com muito medo de ir parar no hospital por causa de algum problema na coluna. Mas rapidamente coloquei as coisas na balança e disse “Ok, tudo bem...”. Mais tarde, procurei a Son-Ca para lhe dizer que nada disso estava no contrato e se seria possível fazer um acordo de 5h de trabalho, mas ela disse que o chefe estava decidido. Porém, como esta mudança não afetava apenas a mim, mas toda programação para a parte da tarde, haveria dias que, “Paciência, José vai ter que parar mais cedo”. Ok, menos mal. Essa foi uma das grandes lições de adaptação... No entanto, não me matei de trabalhar, fui tranquilo, pois ainda haviam uns 15 dias pela frente, para os quais eu precisaria me poupar.
            Vendo o vídeo, vocês vão notar que Ramzi e Mallorie não fizeram o passeio conosco, apenas eu, Son-Ca, Djamel e Kelly. Motivo? Sérios problemas que envolveram os dois (que para preserva-los eu não vou contar) e foi o começo de muita confusão no grupo, pois a partir daí, Kelly e Mallorie começaram a se dar muito mal, principalmente porque Kelly estava “serrée” (p. da vida) com esse problema em questão.
            Por falar em “serrée”, vocês notarão uma série de expressões que se repetem, jargões com os quais cada um do grupo ficou mais ou menos marcado. Até agora, os mais fortes são “Allez! Next” (Vamos! Próximo), “Putain de merde” (precisa traduzir?), “Je vais serrer” (vou ficar p.), entre outros, todos de Kelly, “Je pense que...” (Eu penso que), que eu usava muito e “Franchement” (Francamente), que Son-Ca usava para começar quase todas suas frases.
            Ah, e se essa visita à fazenda de cabras tivesse sido um pouco depois, eu provavelmente teria coisas a tratar com a Polícia Federal no Rio (quando voltei), mas naquele momento eu nem imaginava isso...
            Ok, fiquem com o vídeo e as fotos.


Um pequeno caminho de "pavé" (pavimentado)

O "restanque", a parte que construí


Aguarde-me, betoneira



À caminho de Bras

Kelly, Son-Ca e Djamel

Não faço ideia, mas é bonito

Djamel e Kelly

As cabras, muito simpáticas



Kelly e Son-Ca

Fazendo pose
(mas olha que medo que dá, elas tem olhos de gente)

Djamel, jeitoso com os bichinhos

GIB - Goats in Black

Kelly
(super contante por Mallorie estar longe)

Escutando a explicação da Dona da fazenda

"Franchement!"
A expressão preferida de Son-Ca

Aqui as cabras colocam suas cabeças e ficam presas, enquanto comem a ração e são ordenhadas.

Reservatório do leite

Para apicultura...

Este é um "restanque" da fazenda.
Votem no melhor...

Vista da fazenda

Djamel, Son-Ca e Kelly

Lavanda


Levando os Bodes para comer


Lindo não?

Esta é a parte de baixo...


Kelly e Djamel próximos à horta






Ah, que solzinho bom...

"Mente" (Hortelã)


Vejam, até a mosquinha gostou!

Degustação de queijos e mel

Mel de vários tipos

Um favo de mel bem estiloso
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, fico contente que deseje fazer um comentário. Seja claro e respeitoso, assim todos poderemos tirar um bom proveito! Até mais...